Quase 10 milhões de brasileiros precisam de cirurgia nos maxilares

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

O procedimento ainda é pouco divulgado, mas cerca de 10 milhões de brasileiros precisariam se submeter a uma cirurgia ortognática para a correção de problemas na maxila ou na mandíbula. A estimativa é feita pelo presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, Mario Francisco Real Gabrielli, com base em pesquisas realizadas por institutos norte-americanos e na literatura nacional da área.

  “De acordo com os números, 60% da população do país necessita de algum tipo de tratamento ortodôntico, mas 5% só resolveria o problema se passasse pela intervenção cirúrgica”, calcula o cirurgião bucomaxilofacial. Além de deixar o rosto assimétrico e esteticamente comprometido – fator que na maioria das vezes provoca o isolamento social dos pacientes, pois precisam conviver com as “brincadeiras” maldosas das pessoas -, ter o queixo pra frente ou pra trás causa problemas funcionais graves, como apneia, dores na musculatura do rosto, dores na ATM, enxaquecas e até disfunções estomacais (devido à mastigação incorreta).

gd_cirurgia-ortognatica-00003

De acordo com Gabrielli, apesar de ainda ser considerada baixa, a quantidade de pessoas que buscam informações e decidem iniciar o tratamento cirúrgico vem crescendo. “O número de pacientes que têm acesso aos tratamentos em clínicas privadas ou em cursos é cada vez maior, e a quantidade de cirurgiões que realizam o procedimento também está aumentando.” Segundo ele, quando o problema é moderado e o paciente ainda está em fase de crescimento, é possível usar técnicas de direcionamento para colocar os dentes na posição correta, mas, se a pessoa já for adulta, as compensações ortodônticas não chegam a resultados tão eficazes.

Fonte: Folha Online

12 fatores para o mau hálito

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

MAU HALITOÉ muito comum pessoas com problema de mau hálito ou halitose, não perceberem o cheiro desagradável. Quando o odor é constante, a ponto de o nosso nariz se acostumar com o cheiro, deixando de senti-lo para podermos perceber novos odores, neste momento está ocorrendo uma “fadiga olfatória”.

Caso sinta-se constrangido de perguntar a outra pessoa se você está com mau hálito, anote uma maneira bem simples de detectá-lo: Passe a língua no dorso da mão e aguarde 30 segundos. Depois cheire a região e verifique se apresentou algum odor desagradável.

Veja agora 12 fatores que podem causar mau hálito:

1 – Beber pouco líquido 2 – Comer muita gordura e proteína animal ou comida muito temperada 3 – Fumar 4 – Usar enxaguatório com álcool frequentemente 5 – Tomar bebidas alcoólicas com frequência (mais de 2 vezes por semana ) 6 – Ter o intestino preso 7 – Ficar muitas horas sem se alimentar 8 – Respirador pela boca 9 – Ter diabetes 10 – Sentir minha boca seca com frequência 11 – Não usar fio dental com frequência 12 – Não higienizar a língua durante a escovação provacando o esbranquiçamento da mesma. (saburra lingual)

As principais causas da halitose estão relacionadas a problema digestivos, respiratórios e bucais. Aproximadamente 90% dos casos têm origem bucal, especialmente as alterações na gengiva e no periodonto e a presença de saburra lingual. Por esse motivo, caso desconfie de mau-hálito procure inicialmente o seu dentista.

fonte: Vocesabia.net

Como devo cuidar do meu aparelho móvel?

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

APARELHO MOVELA maioria dos aparelhos móveis são removíveis, o que significa que você os remove para comer, escovar e usar fio dental. Por esse motivo, são facilmente perdidos. Muitas pessoas embrulham os aparelhos móveis em um guardanapo ao comer, e os esquecem em seguida, tendo que gastar centenas de reais em uma nova peça. Uma boa solução é carregar sempre a caixa do seu aparelho móvel com você para guardá-lo toda vez que não estiver sendo usado. Para mais proteção, nunca deixe a caixa sobre a mesa ou balcão – sempre coloque-a imediatamente em sua mochila, bolsa ou bolso. 

Seu dentista pode lhe fornecer mais informações sobre como limpar e cuidar do seu tipo específico de aparelho móvel. Independentemente do tipo, você deve se certificar de não sentar sobre ele, pisar nele ou danificar de qualquer outra maneira esse equipamento frágil e caro. Quanto tempo eu preciso usar o aparelho móvel depois de tirar o aparelho ortodôntico?

Seu dentista pode lhe dizer por quanto tempo você deverá usar o aparelho móvel. Uma vez que o propósito desse dispositivo é evitar que seus dentes retornem à posição original, ele deve ser usado pelo menos até que seus maxilares e gengivas tenham tido tempo de se estabilizar ao redor dos dentes recém-alinhados. Muitos ortodontistas recomendam que crianças e adolescentes usem os aparelhos móveis até os 20 e poucos anos – até que todos os dentes permanentes tenham nascido e os ossos da face tenham parado de crescer.

fonte: colgate

Implantodontia

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

implantodontia_clip_image002 É o ramo da odontologia que restaura espaços ausentes de dentes através da implantação de dentes protéticos. Isso acontece implantando uma peça de titânio no interior do tecido ósseo na área onde ficava o elemento dental ausente. O titânio tem propensão singular da osseointegração, que dizer, incorpora-se ao osso. Fonte: brasilescola

Mais alimentos que ajudam na sua saúde bucal:

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

 

bebê-comendo-cenoura

Brócolis – Brócolis contêm ferro e cálcio, que juntos formam uma barreira que protege o esmalte dos dentes.

Cenoura – Estimula a salivação, assim, mantêm a boca hidratada e ajuda a remover o biolfime oral placa bacteriana.

Ovos – O ovo, assim como o frango, não ajuda na instalação da cárie no dente, sendo recomendado para consumo de quem quer deixa-lo forte e branco.

Fonte: saude.terra

Copyright @ 2014 - Todos os direitos reservados a clinicacorb.com.br
Powered by Warp Theme Framework