Autor do arquivo

Periodontite: como tratar e quais os sintomas

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

Quando falamos de saúde bucal, não são apenas os dentes que importam, a gengiva também deve ser bem cuidada, pois facilmente pode ocorrer uma inflamação e infecção chamada gengivite, que se não for tratada, se desenvolve para um periodontite, que é a principal causa de perda de dentes em adultos.

As placas bacterianas que facilmente se acumulam entre os dentes facilmente desenvolvem um abscesso dentário, destruindo os tecidos e os ossos que cercam os dentes, deixando-os moles. Essa doença é comum, porém é possível ser prevenida e tratada.

O tratamento consiste em reduzir a inflamação e tratar as causas do problema. O primeiro passo é fazer a limpeza para remover o acúmulo de placa e tártaro e após a limpeza profissional, o paciente deve manter a boa higiene bucal em casa.  Em casos mais graves pode ser necessária a intervenção cirúrgica para retirar as bactérias que estão mais profundas nas gengivas, caso tenha algum dente mole, o dentista poderá colocar um suporte ou fazer a remoção do dente, a fim de impedir que a infecção se espalhe.

É necessário ficar atento a sua boca, pois os sintomas da periodontite são similares ao da gengivite:

  • Mau hálito;
  • Gengivas com coloração viva ou arroxeada;
  • Gengivas brilhantes;
  • Sangramento na gengiva;
  • Sensibilidade ao toque;
  • Dentes soltos;
  • Gengiva inchada.

Ao perceber algum desses sintomas, procure o seu dentista, pois o quanto antes o tratamento for iniciado, menos invasivo e melhor o resultado será.

Fonte: Grupo Qualidade em Saúde

Conheça as doenças que são mais comuns na adolescência

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

Os adolescentes estão mais suscetíveis a algumas doenças e isso se dá devido ao estilo de vida levado pelos jovens, eles têm certa tendência a acreditar que nada vai acontecer com eles, por isso muitas vezes não se cuidam como deviam.

Saiba quais doenças são mais comuns entre os jovens:

Coqueluche: Doença respiratória provocada por bactérias que durante muito tempo essa foi característica em crianças, mas atualmente os adolescentes vêm sofrendo com o problema, devido à falta de imunidade.

Sarampo: Doença infectocontagiosa muito comum em jovens que viajam para o exterior, principalmente para países em que a doença ainda não foi controlada. Por isso, recomenda-se que antes de viajar seja tomada a vacina tríplice viral, que combate o sarampo, a caxumba e a rubéola.

Doenças sexualmente transmissíveis: Afeta mais os adolescentes do que os adultos, já que estão se iniciando na prática sexual e muitas vezes não se protegem usando camisinha. As DSTs mais comuns entre os jovens são: gonorreia, candidíase, tricomoníase e herpes genital.

Depressão: Durante a adolescente é comum que a pessoa comece a ter problemas sociais, se sentir sozinha, ficar descontente com a sua imagem, sem contar passam a ter os primeiros contatos com bebidas alcoólicas e drogas, podendo deixá-los depressivos ou agressivos.

Obesidade: Com a puberdade e o desenvolvimento corporal, os jovens comem mais do que o normal e claro, dão preferência aos lanches e comidas de fast food. A má alimentação combinada com o sedentarismo, pode levar a obesidade e consequentemente desenvolver problemas cardíacos e de circulação.

É indicado que a carteira de vacinação esteja sempre em dia para proteger que doenças que podem acarretar em outros problemas mais sérios. Manter bons hábitos alimentares e praticar atividade física regularmente também é fundamental para se levar uma vida mais saudável.

 

Fonte: http://grupoqualidadeemsaude.com.br/2018/11/conheca-as-doencas-que-sao-mais-comuns-na-adolescencia/

Rotina e alimentos variados ajudam a educar as crianças

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

 

Bala, sorvete, batata-frita, hambúrguer. A lista de guloseimas e fast food que fazem a alegria das crianças é realmente infinita. Mas se você for do tipo que amolece com a cara feia do pequeno diante de um prato saudável e, pior, ainda dá o que ela pede, saiba que está errado.

Os hábitos alimentares se formam ainda na infância, segundo explicam os especialistas, por isso, é importante instigar o interesse e criar rotina saudável desde os primeiros anos de vida.

Dados mais recentes do Ministério da Saúde mostram que 33,5% das crianças brasileiras entre cinco a nove anos estão com sobrepeso e 14,3% estão obesas, sendo 16,6% dos meninos e 11,8% das meninas. Segundo o coordenador do Núcleo de Pediatria do Hospital Samaritano, Francisco Lembo Neto, os pais, educadores e cuidadores, são responsáveis diretos na promoção da vida mais saudável de uma criança e como será sua saúde na vida adulta.

“O desenvolvimento dos bons hábitos começam na infância. O responsável deve saber oferecer os alimentos saudáveis na época certa [verificar se a criança tem maturidade para mastigar certas comidas], precisam respeitar a fome e a saciedade da criança, não devem oferecer outros alimentos “substitutos” quando eles não aceitarem a refeição. Além disso, é importante que os pais ou responsáveis façam as refeições com as crianças, pois os adultos são modelos.”

Para facilitar o processo de educação alimentar — algo realmente difícil —, a nutricionista do Instituto da Criança HCFMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Lenycia Neri afirma que a “rotina de horários” é essencial.

“Se a criança fica beliscando, ela perde a fome e, então, não terá apetite, ainda mais para legumes e verduras. Indicamos então regularidade de horário e uma variedade de alimentos. Quanto mais variado melhor, e não só variado o alimento, mas também o modo de preparo. A cenoura, por exemplo, pode ser cozida, assada, colocada no arroz, assim a criança não enjoa.”

A outra dica da nutricionista é apresentar os alimentos às crianças.

“Muitas vezes, eles não têm o conhecimento do que é uma beterraba, por exemplo. Se você pergunta para a criança o que é uma batata, muitas vezes, ela aponta para um saquinho de batata frita.”

Doce pode ser prêmio?

Saiba que oferecer recompensa à criança para que ela coma todo o prato é “totalmente contraindicado”, de acordo com a nutricionista.

“Isso cria um mecanismo compensatório na nossa cabeça desde cedo e acabamos levando isso para a fase adulta. Essa é a explicação de frases como: hoje tive um dia difícil por isso mereço um chocolate.”

Não podemos criar essa relação de recompensa porque a verdura não deve ter esse significado de castigo se não comer e de recompensa se comer. Esse hábito deve vir naturalmente, sem forçar a barra.

O pediatra ainda reforça que é necessário excluir o refrigerante da alimentação das crianças, inclusive nos fins de semana.

“O consumo de refrigerantes deve ser abolido, pois a quantidade de carboidratos nas fórmulas destes é muito alta [chega ser criminosa]. Nos EUA, por exemplo, eles estão revendo todas essas fórmulas e obrigando as industrias a retirar os carboidratos em excesso por serem altamente prejudicial à saúde. Ofereça água, sucos naturais ou leite aos filhos.”

Segundo Lenycia, muitos pais falam que a criança não gosta de certo alimento, mas para ter a certeza de que ela não gosta, é necessário oferecer “o alimento preparados de formas diferentes pelo menos dez vezes, só assim saberemos se ela realmente não gosta”.

Fonte: http://grupoqualidadeemsaude.com.br/2018/09/rotina-e-alimentos-variados-ajudam-a-educar-as-criancas/

Quando a boca dá sinais sobre a sua saúde

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

A boca é uma região de extrema importância do corpo humano, por isso ela merece muita atenção. Qualquer lesão na mucosa bucal aumenta o risco de contaminação de doenças, até mesmo problemas circulatórios.

As bactérias, vírus e fungos causam problemas bucais, como a cárie, a gengivite e a periodontite, mas atenção, esses micro-organismos podem penetrar no tecido e na corrente sanguínea, estimulando inflamações e infecções em outras partes do organismo.

Veja as quais sinais podem estar relacionados a outras doenças:

Saburra

As principais causas da saburra são a redução de produção salivar e a descamação da mucosa bucal.

Um problema muito comum em pessoas diabéticas, com rinite ou sinusite. Além de causar mau hálito, é capaz de causar doenças como a gastrite, pneumonia, endocardite bacteriana, parada cardíaca, acidente vascular cerebral e a doença periodontal.

Para prevenir, basta escovar bem os dentes e não se esquecer de higienizar a língua com raspadores ou escova de dente diariamente.

Bolhas

As bolhas podem ser causadas por doença inflamatória do intestino, reações alérgicas a alimentos, fármacos e produtos químicos, dermatite de contato, impetigo, estresse e queda de imunidade. Mas, se aparentemente não foi motivada por nenhuma dessas causas, fique atento, pois pode ser sintoma de herpes, uma doença contagiosa.

O ideal é procurar atendimento médico assim que as primeiras bolhas e feridas aparecerem, pois a doença pode causar sérias complicações, já que o organismo fica vulnerável.

Se existe a suspeita de herpes, evite compartilhar copos e garrafas, e se tocar a ferida, lave a mão imediatamente, pois pode levar a contaminação para outra região do corpo.

Aftas

Essas feridas doloridas estão relacionadas a um sistema imunológico deficiente e podem indicar alterações hormonais, alergias a alimentos e hérnia de hiato com refluxo esofagiano.

Para evitar as aftas é preciso manter uma boa higiene bucal e reduzir a ingestão de alimentos ácidos e muito temperados.

Mau hálito

O mau hálito é sintoma de diversos problemas, como gastrite, refluxo gastroesofágico, sinusite, rinite, amidalite, laringite, diabetes, insuficiência hepática e renal, câncer de estômago e insuficiência cardíaca.

Boca seca

Algumas doenças autoimunes podem deixar a boca seca, como diabetes tipo 1, esclerose múltipla, esclerodermia, psoríase e doença inflamatória intestinal. É de extrema importância buscar a ajuda de um dentista para tratamento do problema.

   

Fonte: http://grupoqualidadeemsaude.com.br/2018/05/quando-a-boca-da-sinais-sobre-a-sua-saude/

 

Check-Up Preventivo Digital Melhor Idade

Escrito por Clínica Corb em . Postado em Notícias

Os Dentistas do Grupo Qualidade em Saúde realizam no dia 23 de março de 2019 a “Campanha Nacional Check-up Melhor Idade”. Está será a quarta edição da campanha nacional de alerta para doenças bucais. É a maior ação social de saúde bucal para idosos do país.

Envelhecer não é fácil. Hábitos de uma longa vida, necessidades especificas da idade e as diversas mudanças hormonais impactam a saúde do idoso. Muitas pessoas da terceira idade usam dentaduras, tomam remédios e apresentam problemas de saúde em geral. Uma má mastigação por exemplo, pode sobrecarregar órgãos importantes como estômago, fígado e rins. A saúde bucal também sofre com tantas mudanças. Cuidar e prevenir dentes saudáveis por toda a vida exige sobretudo acesso a informação e o diagnóstico precoce das doenças da boca.

O objetivo da ação é conscientizar, promover informação e diagnóstico preventivo em idosos de várias regiões do país. Nesta fase da vida uma série de doenças bucais relacionadas a hábitos e perda óssea podem ser desenvolvidas devido às características da idade. Atualmente existe limitado acesso a orientações e informações.

Os dentistas do Grupo irão atuar, ao longo de todo o sábado na campanha, levando conhecimento e realizando avaliação através de exames preventivos. A campanha irá cobrir todas as regiões do país, envolvendo diversos estados e municípios. Serão cerca de mil profissionais voluntários, em vinte e cinco cidades, inclusive nas capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, entre outras.

Neste ano o foco de atuação estará em casas de repouso e asilos. A expectativa do Grupo Qualidade em Saúde é que nesta quarta edição, cerca de mil idosos sejam atendidos. Segundo dados do IBGE, em 2000 o universo da população de idosos no país era de 18 milhões. A estimativa é que em 2020, este número chegue a 30 milhões.

Fonte: http://grupoqualidadeemsaude.com.br/2019/02/check-up-preventivo-digital-melhor-idade/

Copyright @ 2014 - Todos os direitos reservados a clinicacorb.com.br
Powered by Warp Theme Framework